CIDES e CINTESIS promovem Cursos

04

O CIDES e CINTESIS promoveram os seus cursos de mestrado, doutoramento e formação contínua, no âmbito da "FMUP Graduate Week". O evento decorreu nos dias 22 e 23 de maio de 2012, na sala 3 do Centro de Investigação Médica da FMUP

+ Info

Prémio para investigadores do CINTESIS

05

Foi recentemente publicado na Revista Portuguesa de Oftalmologia, o artigo original 'Custo do Glaucoma em Portugal'. Trata-se de um trabalho que conta, entre os autores, com dois investigadores do CINTESIS: Luis Azevedo e Ana Miguel.

+ Info

Prémio para investigadores do CINTESIS

06

A Grünenthal distinguiu com Menção Honrosa no âmbito da Investigação Clínica, um trabalho que conta, entre os autores, com os seguintes membros do CINTESIS: Luís Azevedo, Altamiro da Costa Pereira, Liliane Mendonça e Camila Dias.

+ Info

CIDES promove Curso-Piloto de OpenEHR

07

 O CIDES promoveu um curso-piloto de OpenEHR, destinado a profissionais de saúde, matemáticos e profissionais das ciências da informação

+ Info

Director do CIDES e do CINTESIS dá entrevista sobre tecnologias de informação em saúde

tecnologias de informacao em saude

As tecnologias de informação disseminaram-se neste sector e são parte integrante do dia-a-dia de médicos, enfermeiros e gestores hospitalares. Não é por o acaso que ferramentas como o SONHO – Sistema de Gestão de Doentes Hospitalares, o SAM – Sistemas de Apoio ao Médico, o SAPE – Sistema de Apoio à Prática de Enfermagem ou o SINUS – Sistema de Informação para as Unidades de Saúde constituem o leque das principais aplicações do Sistema Nacional de Saúde (SNS).

O Semana falou com várias universidades para saber até que ponto as tecnologias de informação são uma peça-chave do ecossistema da saúde em Portugal e de que forma os novos médicos, enfermeiros e gestores hospitalares estão a ser formados para lidar com esta realidade. Por exemplo, na Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP) existem desde 1995 diversos recursos que auxiliam os futuros médicos a lidar com esta realidade.

Segundo Altamiro da Costa Pereira, director do Departamento de Ciências da Informação e Decisão em Saúde da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, foi criada desde essa data a disciplina de Introdução à Medicina, que inclui as áreas de Informática Médica, Bioestatística e Metodologia de Investigação. No entender deste professor, não deve ser possível, nem é desejável, formar um médico sem que este esteja preparado para explorar todas as potencialidades dos sistemas de informação ao seu dispor.

«Os médicos devem estar preparados para utilizar os sistemas de informação disponíveis», defende Altamiro da Costa Pereira. Nesse sentido, a FMUP fomenta várias acções de divulgação (além dos conteúdos ministrados na pré e pós-graduação, mas também na formação contínua) e actividades como as TED Talks, onde se debate o futuro da saúde.

«No mestrado em Informática Médica temos muitos seminários sobre temas diversos, que vão desde a telemedicina à simulação médica, por exemplo, no sentido de tornar os futuros médicos – e os médicos actuais – capazes de explorar as potencialidades dos sistemas de informação em saúde», revela o director do Departamento de Ciências da Informação e Decisão em Saúde da FMUP.

No caso desta faculdade, os conteúdos de Informática Médica e Bioestatística estão integrados nas disciplinas de Introdução à Medicina, na pré-graduação. Foi ainda criado, no âmbito do ensino pós-graduado/segundo ciclo, um mestrado em Informática Médica pioneiro em Portugal, leccionado em conjunto com a Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (FCUP) e que agrega mais de uma dezena de unidades curriculares na área das tecnologias de informação aplicadas à saúde.

Consulte a entrevista na integra neste site: http://www.semanainformatica.xl.pt/servi%C3%A7os/326-novos-m%C3%A9dicos-e-enfermeiros-preparados-para-trabalhar-com-si.html