MEDCIDS vai às escolas

Estabelecer pontes entre os investigadores e as escolas é um dos objetivos das sessões desenvolvidas por Cristina Santos, do Departamento de Medicina da Comunidade, Informação e Decisão em Saúde da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (MEDCIDS).

A iniciativa decorre no âmbito do Programa Cientificamente Provável, da responsabilidade da Secretaria de Estado da Educação, através da Rede de Bibliotecas Escolares, e da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

As sessões, centradas na literacia mediática e científica dos mais jovens, decorreram em novembro e envolveram centenas de alunos dos Agrupamentos de Escolas do Cerco (Porto) e de Rio Tinto nº 3 (Gondomar). Cristina Santos, que é também investigadora do CINTESIS nas áreas da Bioestatística e Metodologia de Investigação Clínica, apresentou notícias de Ciência, procurando fomentar o espírito crítico entre os alunos.

O Programa Cientificamente Provável tem como objetivo “intensificar a promoção do conhecimento e contribuir para o enriquecimento do percurso formativo dos jovens, estabelecendo formas de ligação mais estreitas entre as instituições de ensino superior e as escolas básicas e secundárias, com a intermediação das bibliotecas escolares”. Acredita-se que “este programa irá contribuir para desenvolver, nos jovens, competências de investigação, de comunicação e de literacia da informação, motivando-os para aprofundar os seus conhecimentos e prosseguir estudos superiores nas áreas dos seus interesses”.